• Equipe Técnica da Valor

Quais são as tendências de consumo dos brasileiros depois da pandemia?



No período o de 01 a 03 de junho de 2020, o Observatório da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) realizou uma pesquisa para mapear possíveis comportamentos da população bancarizada no pós pandemia, foram ouvidos 1000 entrevistados.


Segundo o levantamento há um otimismo na opinião pública bancarizada quanto à recuperação da situação financeira pessoal e familiar, uma vez que 49% dos entrevistados acreditam que suas finanças voltaram ao normal num prazo de até um ano e 21% em até seis meses. Porém, a população não compartilha desse mesmo pensamento quando perguntados sobre a situação financeira do país, apontando prazos mais longos para a recuperação financeira.


Demanda reprimida significativa.

Aproximadamente, 15% da população entrevistada está disposta a contrair novas dívidas, como financiamento de casas, material de construção para reformas, e contratos para planos de saúde e seguros automobilísticos. Além disso, foi observado que 60% dos brasileiros almeja ter o mesmo consumo de antes da pandemia e, em alguns casos, (15% dos entrevistados) aumentá-lo, entre os que querem expandir os gastos, destaca-se a população jovem de 18 a 24 anos.


A partir da pesquisa foi possível analisar que os setores da população que estão mais otimistas com a recuperação do país são os homens, os jovens, os menos escolarizados e os moradores do sul.

Foi apontado também que a população tende a priorizar o atendimento bancário digital em relação ao presencial, a Febraban tem uma expectativa de que o atendimento digital chegue a 50% entre clientes de bancos privados. Assim, no pós pandemia é bem provável que comportamento dos Brasileiros Bancarizados seja de aumento do uso de atendimentos bancários digitais, mostrando que apenas 14% das pessoas almejam voltar ao presencial.


Além desses dados, na pesquisa fica evidente um alto potencial de brasileiros bancarizados fazerem empréstimos bancários, uma vez que entre 14% e 16% da população entrevistada tem planos de adquirir casa própria, carro e fazer planos de saúde, reformas e seguros automobilísticos.



Essa matéria teve como base o documento feito pelo observatório FEBRABAN.



3 visualizações

Rua Ceará, 1337 - Funcionários - Belo Horizonte

© 2020 - Grupo Valor