• Equipe Técnica da Valor

Desafios do setor financeiro na pandemia.

Atualizado: Ago 28



Em uma reunião realizada durante o Ciab Febraban, evento realizado anualmente pela Federação Brasileira de Bancos, o diretor-presidente de uma grande instituição financeira Octavio de Lazari Junior disse que já foram disponibilizados R$ 914 bilhões para combater os efeitos da pandemia na economia.


No entanto, apesar desse valor relevante, ainda existem grandes desafios para que as medidas de contenção de danos causados pela crise sejam mais efetivas. Além disso, ao colocarem em prática essas medidas alguns problemas estruturais brasileiros vieram à tona mostrando que as dificuldades do setor financeiro são ainda maiores do que o esperado.


A barreira da falta de inclusão digital no Brasil, uma pauta antiga, mas que não possuía tanta relevância em parte do mercado financeiro ficou em evidência, pois o meio pelo qual essas empresas estão adotando para tornar possível o suporte para transações é o online e, no país, aproximadamente de 15 a 20 milhões de brasileiros ficam de fora desses serviços por não terem acesso à internet.


É importante ressaltar que com o aumento dos índices de profissionais informais motivado pela crise, é necessário que hajam estruturas para trazê-los para mais perto do sistema financeiro, por isso o mercado está fazendo um esforço grande para a disponibilização de capital de giro.


Além das dificuldades provocadas pela transição de processos que antes eram feitos de forma física para processos online, o Banco do Brasil anunciou grandes mudanças para os bancos com a implementação de novas regras para a adoção do open banking, que revolucionará a forma com que os dados dos clientes são manipulados pelas grandes empresas financeiras, fazendo com que muitas delas sejam prejudicadas ao terem que disponibilizar informações de clientes, que antes eram exclusivas.

Somado ao open banking, o Banco Central também implementou o Pix, que é o novo sistema de pagamento instantâneo e que deve ser implementado até novembro, agregando ainda mais desafios para os bancos brasileiros.


Com tantos desafios para contornar a crise e ao terem que se adaptar a tantas condições os bancos em 2020 se encontram em um momento turbulento.


Segundo o Banco Central, um novo pacote de R$ 55,8 bilhões voltado para créditos para pequenos empresários está sendo colocado em prática. Essa medida foi planejada porque a instituição entende que esse público vem enfrentando grandes dificuldades para conseguirem crédito para capital de giro.


No entanto, ainda existe uma outra alternativa para aqueles empresários que estão cansados de recorrer diretamente aos bancos ou da morosidade que tem que enfrentar para ter o seu pedido de crédito analisado e , muitas vezes, rejeitado. O Grupo Valor Operações Financeiras é uma empresa que trabalha há mais de 10 anos propondo e estruturando soluções de créditos para empresas com as melhores condições do mercado, por isso ele pode oferecer opções de crédito estruturado para capital de giro com muito mais facilidade para aqueles que querem fugir da burocracia e das altas taxas dos bancos.


Caso você seja empresário e precisa de capital de giro, clique aqui para fazer uma simulação com a Valor Operações Financeiras.



Esse texto teve como referência a notícia publicada na Infomoney.




1 visualização

Rua Ceará, 1337 - Funcionários - Belo Horizonte

© 2020 - Grupo Valor